LEXNET: Low EMF Exposure Networks

Descrição do Projeto

Nos últimos 30 anos, os sistemas de comunicação sem-fios baseados na utilização de ondas eletromagnéticas (OEM), têm sido cada vez mais utilizados. O uso versátil de novos telefones móveis, e o desenvolvimento de redes domésticas sem-fios, bem como a proliferação de sistemas de comunicação sem-fios, reforçam essa tendência.

Até ao momento nenhuns efeitos adversos à saúde foram identificados, embora existam ainda muitas questões que se colocam, http://www.who.int/mediacentre/factsheets/fs193/en/. A fim de responder à preocupação do público em geral, algumas autoridades nacionais e locais têm recomendado algumas práticas e medidas para minimizar a exposição a OEMs, mas essas ações centram-se principalmente nas estações de base e pontos de acesso. Uma vez que a exposição é induzida pela ligação descendente (ligação estação base terminal móvel), mas também pela ligação ascendente (do terminal móvel para a estação base), estas recomendações não permitem responder corretamente a questões relevantes.

Dezassete dos principais operadores de telecomunicações, fabricantes, centros de investigação e instituições académicas europeias lançaram o projeto LEXNET (Low EMF Exposure Networks), um projeto de investigação apoiado pela Comissão Europeia no âmbito do sétimo programa quadro, cujo objetivo consiste em desenvolver mecanismos eficazes para reduzir no mínimo em 50% a exposição da população aos campos eletromagnéticos, sem comprometer a qualidade de serviço.

Nos últimos 30 anos, os sistemas de comunicação sem-fios baseados na utilização de ondas eletromagnéticas (OEM), têm sido cada vez mais utilizados. O uso versátil de novos telefones móveis, e o desenvolvimento de redes domésticas sem-fios, bem como a proliferação de sistemas de comunicação sem-fios, reforçam essa tendência.

Até ao momento nenhuns efeitos adversos à saúde foram identificados, embora existam ainda muitas questões que se colocam, http://www.who.int/mediacentre/factsheets/fs193/en/. A fim de responder à preocupação do público em geral, algumas autoridades nacionais e locais têm recomendado algumas práticas e medidas para minimizar a exposição a OEMs, mas essas ações centram-se principalmente nas estações de base e pontos de acesso. Uma vez que a exposição é induzida pela ligação descendente (ligação estação base terminal móvel), mas também pela ligação ascendente (do terminal móvel para a estação base), estas recomendações não permitem responder corretamente a questões relevantes.

Dezassete dos principais operadores de telecomunicações, fabricantes, centros de investigação e instituições académicas europeias lançaram o projeto LEXNET (Low EMF Exposure Networks), um projeto de investigação apoiado pela Comissão Europeia no âmbito do sétimo programa quadro, cujo objetivo consiste em desenvolver mecanismos eficazes para reduzir no mínimo em 50% a exposição da população aos campos eletromagnéticos, sem comprometer a qualidade de serviço.

 


Objetivos Técnicos

  • Desenvolver uma metodologia holística para caracterizar a exposição humana às OEMs provenientes de redes sem-fios, incluindo métricas adequadas e um índice de exposição a OEMs (Exposure Index, EI);

  • Avaliar a exposição a OEMs através de medições em cenários reais, através da utilização de dosímetros de banda larga colocados no vestuário;

  • Avaliar o potencial das tecnologias atuais no que respeita ao nível de exposição a OEMs.

  • Efetuar recomendações de implementação por forma a permitir reduzir a exposição humana a OEMs provenientes de redes sem-fios;

  • Desenvolver tecnologias rádio e protocolos que contribuam para a redução do nível de exposição a OEMs por parte da população;

  • Validar as diferentes abordagens através de medições em ambiente real e por simulação;

  • Contribuir para a normalização de metodologias e métricas apropriadas para a avaliação da exposição a OEMs.


Grupos de Trabalho

Por forma a atingir a sua visão e objetivos o projeto LEXNET está estruturado em cinco grupos de trabalho (Workpackage, WP) focados em:

Definir um índice de exposição combinando da radiação induzida por pontos de acesso ou estações de base e da exposição induzida por dispositivos pessoais (computador portátil, telemóvel, ...) para diferentes tecnologias. Analisar o impacto socioeconómico, o risco e a perceção de risco do público em geral, por forma a contabilizar estes aspetos no índice de exposição e comunicar os resultados de forma eficaz ao público em geral (WP2);

Projetar um pequeno dosímetro para ser aplicado no vestuário e que fornece, “in situ”, medições em tempo real do índice de exposição ao longo da faixa de frequências abordadas no âmbito do projeto LEXNET. Projetar um sistema inteligente e desenvolver uma metodologia que combine os resultados obtidos com o dosímetro com parâmetros de rede para calcular o EI (WP3);

Desenvolver componentes rádio e técnicas de transmissão inovadoras que permitam otimizar o EI tal como definido no âmbito do WP2 (WP4);

Projetar topologias de rede eficazes que permitam reduzir a radiação eletromagnética com baixo custo, sem comprometer a qualidade de serviço (WP5);

Validar as soluções rádio e de rede desenvolvidas nos WP anteriores com base em protótipos reais e por simulação. Implantar dosímetros num cenário real (Smart City) (WP6).



WP2  WP3  WP4  WP5  WP6